5 dicas para ficar alerta na Black Friday Quem quer economizar, precisa ficar alerta com os preços da Black Friday gplus
   

5 dicas para ficar alerta na Black Friday

Quem quer economizar, precisa ficar alerta com os preços da Black Friday

Confira Também

A Black Friday é uma das datas mais esperadas do ano pelos consumidores que querem economizar o seu suado dinheirinho em grandes ofertas. A moda americana, que também dominou mundo, é uma iniciativa dos estabelecimentos de renovar seu estoque para as vendas de fim de ano e atrair novos clientes a partir de grandes promoções.

VEJA MAIS:

Este ano, o evento que abre o período de compras para o Natal no Brasil e no mundo ocorre no dia 24 de novembro. Segundo o Reinaldo Domingos, do canal Dinheiro à Vista, é preciso ter cuidado para não comprometer o orçamento financeiro da família para o início do próximo ano.

“A data é muito positiva para quem se planejou com antecedência, pesquisou preços e quer comprar sem comprometer o orçamento financeiro. Do contrário, é importante evitar compras por impulso e sempre considerar se o pagamento caberá no bolso sem comprometer o orçamento mensal. Isso sem esquecer que se aproximam as festas de final de ano e os compromissos financeiros do início do próximo”, orienta Domingos.

Pensando nisso, em parceria com Domingos, elaboramos 5 dicas para ficar alerta na Black Friday e não acabar caindo na temida “Black Fraude”. Confira:

#1 – SUPOSTAS FRAUDES
Nos últimos anos, houve muitas acusações de fraudes e maquiagem de preços, portanto é preciso ter uma noção dos valores dos produtos que deseja comprar, para saber se realmente há descontos. Uma dica é acompanhar o preço médio dos produtos que deseja até um mês antes da compra, e verificar novamente 15 dias antes. Assim, você terá mais noção se o preço do produto que você quer realmente baixou ou não na Black Friday.

#2 – PLANEJAMENTO PARA AS COMPRAS
A ocasião é boa para comprar itens que estavam em seu planejamento, portanto cuidado com o impulso. Evite se endividar por conta da empolgação dos preços e acabar levando gato por lebre. 

#3 – DIAGNÓSTICO FINANCEIRO
Caso não tenha se planejado com antecedência, faça um diagnóstico de sua situação financeira atual. Assim saberá exatamente o quanto pode gastar e, se precisar parcelar, não correrá o risco de acumular contas e não ter o valor suficiente para pagar o que comprou na data do vencimento.

#4 – PESQUISA DE PREÇOS
Ao ir às compras, é preciso ter paciência para pesquisar o mesmo produto em diversas lojas, físicas e online, para garantir o melhor preço. No online, faça suas compras apenas em sites confiáveis e em visitas a lojas físicas, peça descontos nos produtos. Não compre no primeiro lugar que aparecer, pois, segundo estudos de mercado, pode haver sempre uma diferença de 30% em relação ao mesmo produto  em lojas diferentes.

#5 – COMPRAS DE NATAL
Se for antecipar as compras de Natal, faça uma lista das pessoas que pretende presentear, o valor que pode gastar com cada uma delas, os presentes e as formas de pagamento. Caso já tenha se planejado e poupado para esta data, que acontece anualmente, procure comprar a vista para não comprometer o orçamento financeiro dos próximos meses.


Nathalia Marques