Dicas para economizar no churrasco A carne está cara. Mas, existem algumas maneiras de gastar menos quando for fazer o churrasco. Confira essas dicas gplus
   

Dicas para economizar no churrasco

A carne está cara. Mas, existem algumas maneiras de gastar menos quando for fazer o churrasco. Confira essas dicas

Confira Também

Seja para chamar os amigos, reunir a família ou matar a vontade daquela picanha suculenta. Para quem é fã de um bom churrasco, tudo pode ser motivo para colocar a carne no fogo.

Preparar um churrasco, contudo, não é uma tarefa simples. Requer trabalho e, principalmente, dinheiro. Segundo os dados do Instituto de Economia Agrícola (IEA) do Governo do Estado de São Paulo, as carnes de porco e frango estão mais caras. Se comparados com agosto do ano passado, os valores da linguiça e da asa de frango aumentaram 7,9% e 17,8%, respectivamente. O preço médio do quilo de picanha está R$ 39,32, ainda de acordo com o IEA.

Se só em carnes os gastos já estão altos, imagine quando adicionar à conta as bebidas e os acompanhamentos. Mas, relaxe. Como diz o ditado, mesmo em meio às crises, um bom brasileiro nunca desiste e sempre dá um jeitinho. Prepare as grelhas e veja algumas dicas de como economizar no churrasco.

Saiba o quanto comprar
A comida não pode faltar, mas não precisa comprar um boi inteiro por pessoa. Em média, um homem come 400 a 600 gramas de carne e uma mulher 350 a 500 gramas. Porém, algumas circunstâncias podem fazer com que essa quantidade aumente. Peças com muito osso (costela) e ausência de acompanhamentos, por exemplo, fazem com que você precise de mais quilos de carne.

Mas, caso não não queira calcular a quantidade necessária de alimentos, existem diversos churrascômetros que fazem isso por você. Os sites Embaixador do Churrasco e Calculo Para Churrasco e o aplicativo Da Fazenda são algumas opções.

Acompanhamentos
Como dito acima, os acompanhamentos fazem toda diferença na quantidade de carne que os convidados irão comer. Tenha em mente que as pessoas chegam no churrasco esfomeadas, por isso, antes mesmo de ascender o fogo, deixe arroz, maionese, vinagrete e farofa na mesa. Assim, o que era para ser um acompanhamento se tornará uma espécie de entrada e quando a carne for servida a fome será menor.

Economizar é sinônimo de pesquisar
É bem provável que você já tenha ouvido falar da “Quinta da Carne” ou da “Sexta do Peixe”. Muitos supermercados costumam diminuir o preço da carne em determinados dias da semana. Fique atento às ofertas.

Outra dica é utilizar aplicativos como o Pag Pouco, que apontam os lugares em que a carne está mais barata.

Deixe a picanha por último
No começo do churrasco, sirva as carnes mais baratas. Misture o frango e a carne de porco com algum corte bovino, como alcatra e fraldinha, só para não ficar monótono. Se alguém perguntar se a picanha já está pronta, utilize a velha desculpa de que é preciso assar primeiro a linguiça porque sua gordura ajuda a pegar melhor o fogo.

Bebida boa no começo
Em um churrasco, a cerveja é algo que não pode faltar. Porém, ela é não é barata e possui baixo teor alcoólico. Se os convidados forem beberrões, é provável que você tenha que gastar uma nota em engradados. Portanto, quando todo mundo estiver sóbrio sirva as melhores cervejas (mais caras) e reserve as não tão boas (baratas) para depois. 

Também invista em caipirinhas. Afinal, além de elas acelerarem o momento de servir as cervejas mais baratas, quase ninguém sabe qual é a vodka usada. Quando a dor de cabeça bater, o churrasco já vai ter acabado.