Como conseguir um novo emprego? Segundo especialista, o segredo é ser confiante e pensar como o profissional que vai entrevistá-lo gplus
   

Como conseguir um novo emprego?

Segundo especialista, o segredo é ser confiante e pensar como o profissional que vai entrevistá-lo

Confira Também

Os índices divulgados nos últimos meses revelam que a taxa de desemprego só aumenta no país. Segundo dados do Ministério do Trabalho, o Brasil fechou mais de 9 mil postos de trabalho formais entre janeiro e novembro de 2016, deixando milhões de brasileiros sem uma fonte de renda.

Em momentos de incertezas na economia e nos resultados das empresas, o surgimento de novas oportunidades fica comprometido, tanto para quem está desempregado quanto para quem está em busca de novas oportunidades. Mas, embora a dificuldade esteja grande, isso não é nenhuma missão impossível.

“Pode parecer difícil manter a calma diante das informações negativas do mercado diariamente, mas, nesse momento, manter a tranquilidade e o equilíbrio torna-se um fator essencial para seu reposicionamento”, aconselha Celso Bazzola, consultor em recursos humanos e diretor executivo da BAZZ Estratégia e Operação de RH. Segundo ele, ansiedade e desespero só dificultam ainda mais o raciocínio e apresentação de seus conhecimentos em uma entrevista. “E não aja por impulso. Isso pode fazer com que você opte por uma oportunidade qualquer, que não agregará nada em sua vida profissional ou poderá deixá-lo vulnerável a golpes existentes no mercado”, alerta.

Para que a busca por reposicionamento seja “menos traumática”, Bazzola lista seis passos importantes para por em prática na hora de competir por uma vaga no mercado de trabalho.

#1 – Amplie sua rede de relacionamentos a cada momento, isto é trabalhe o seu network. Referências e indicações são muito importantes para todas as áreas profissionais. 

#2 – Defina uma estratégia para que possa desenvolver sua auto-apresentação, de forma transparente, segura e que demonstre preparo.

#3 – Crie interesse por parte do entrevistador, através de um currículo bem elaborado, com ordem e clareza na apresentação descrita e verbal, destacando seus objetivos e seu potencial.

#4 – Cuidar da imagem pessoal é tão importante quantos os demais itens. Então, apresente-se confiante e com roupas que transpareçam essa segurança.

#5 – Busque conhecimento e informações além de sua formação, a fim de manter-se atualizado diante das mudanças do mercado.

#6 – Seja transparente e autêntico, esses pontos costumam atrair as empresas. Portanto, não queira construir um personagem ou dizer algo que não sabe. Seja você mesmo, demonstre o quanto tem valor.

“ESTOU EMPREGADO, MAS INSATISFEITO”
O fato de passarmos por uma crise não significa que os profissionais que já estão empregados mas quererem trocar de área devam ficar estagnados. Entretanto, antes que busque efetivamente por outras oportunidades, Bazzola aconselha que o profissional busque entender os motivos que o deixam desmotivado, e crie ele mesmo novas oportunidades de mudança no atual ambiente, tornando-o mais atraente para seus superiores.

“Concluindo que realmente é o momento para mudar de emprego, recomendo que o profissional busque novas oportunidades, contudo, antes de deixar a colocação atual, aguarde o melhor momento e uma boa proposta para tomar a decisão em definitivo”, lembra o especialista. “Enquanto isso não ocorrer, busque motivação para contribuir com a empresa, atitude que considero, no mínimo, profissional. Lembrando que deixar um legado positivo em resultados e em atitudes pode consolidar sua imagem em seu campo profissional”, conclui Bazzola.