Cuidados necessários para não ter problema com o câmbio automático O câmbio automático traz um conforto maior, porém exige mais cuidados para não dar problema gplus
   

Cuidados necessários para não ter problema com o câmbio automático

O câmbio automático traz um conforto maior, porém exige mais cuidados para não dar problema

Confira Também

A procura pelo carro automático cresce a cada ano. Segundo estudo feito pela empresa Jato Dynamics em 2011, apenas 1 entre 10 automóveis novos vendidos no Brasil era automático. No final de 2016, esse número havia subido para 1 a cada 4.

Com um veículo que não possui embreagem, o conforto é significativamente maior. Em média, o morador de uma cidade grande como São Paulo troca a marcha 200 vezes a cada hora. Isso cansa muito braços e pernas, além de deixar o motorista bem nervoso - especialmente quando o trânsito está congestionado.

Por depender menos de comandos do proprietário (não possuir embreagem, a marcha utilizada é sempre a correta), as chances de defeito são muito menores. Porém, se mal cuidado, o prejuízo pode ser grande: o custo de manutenção varia entre 4.000 e 30.000 reais. 

E você, sabe como fazer a manutenção do seu carro automático? Confira alguns detalhes que podem fazer a vida útil do seu veículo ser muito maior:

Troca de óleo
O câmbio automático possui um óleo específico, e trocá-lo de tempos em tempos (varia de acordo com a marca e modelo de cada veículo) é de suma importância para seu bom funcionamento. É sempre importante verificar periodicamente se o nível está na altura indicada.

Além disso, é bom dar uma olhada no manual para saber a cada quanto tempo é recomendado que seja feita a substituição (algumas montadoras utilizam um óleo chamado Life Time, que supostamente não precisa ser trocado, mas mesmo assim, de vez em quando, é interessante ficar de olho para saber se está tudo correto).

O custo para troca varia entre R$ 35,00 e R$ 95,00, dependendo da marca e da quantidade necessária. Sempre procure um especialista: essa manutenção requer um cuidado especial. Uma troca tardia ou mal feita pode gerar uma grande dor de cabeça. Em alguns casos, o óleo antigo deixa resíduos e entope o filtro interno, obrigando o proprietário a realizar uma limpeza e nova reposição.

Posição correta da alavanca
O câmbio é composto basicamente por quatro posições: D (dirigir); N (neutro); R (ré) P (Park – estacionar em inglês). É muito importante manter na letra certa para garantir uma maior durabilidade. 

Após estacionar, sempre coloque no N. Em seguida puxe o freio de mão para só depois engatar a letra P. Muitas pessoas costumam colocar na marcha de estacionar antes de puxar o freio de mão. Fazendo isso, quase toda a força necessária para manter o veículo parado é despejada sobre o câmbio, o sobrecarregando.

Com o carro em movimento jamais coloque na posição N. Mesmo princípio de utilizar o ponto morto dos veículos manuais enquanto está em uma descida. Além de prejudicar o funcionamento dos freios, limita quantidade de lubrificação do câmbio, podendo ocasionar, na pior das hipóteses, até um travamento. Ou seja, nunca faça isso, a possibilidade de acidente aumenta muito. 

Quanto menos você mexer na alavanca seletora de marchas, melhor. Mudar bruscamente a rotação do motor pode fazer um mal danado. Enquanto estiver dirigindo, mantenha no D e só se preocupe em acelerar e frear. Se precisar dar ré ou for colocar no P, espere o veículo parar totalmente, aí sim sinta-se livre para trocar.

O câmbio automático não foi projetado para ser trocado constantemente de posição, ou seja, quando chegar ao semáforo, não há necessidade de colocar no N. É verdade que no D, o giro do motor é mais alto, gerando um gasto maior de combustível, mas o preço da manutenção não irá compensar a gasolina economizada. Além disso, os carros mais modernos já diminuem automaticamente a quantidade de rotações por minuto para quase zero depois de alguns segundos parado. 

Tenha em mente que toda vez que você troca a alavanca de posição, exige um esforço da caixa de câmbio para realizar o comando. Com o tempo ele vai se desgastando e a probabilidade de dar problema é maior.

Luz de advertência do câmbio
Problema raro de acontecer, porém grave. Caso a luz acenda no câmbio (ou no painel, dependendo do modelo), leve o carro imediatamente para uma oficina especializada. Se não tiver nenhuma por perto, estacione e chame um guincho. Continuar dirigindo com a luz acesa pode gerar um grave problema e até estragar o câmbio. 

Normalmente a luz acende quando há pouco óleo. É bem provável que haja um vazamento, basta encontrá-lo, consertar para evitar futuros vazamentos, encher e voltar a rodar normalmente.