8 Brasileiros que marcaram a Fórmula Indy Conheça os conterrâneos que aceleraram as máquinas mais potentes do automobilismo para representar o Brasil no esporte mundial gplus
   

8 Brasileiros que marcaram a Fórmula Indy

Conheça os conterrâneos que aceleraram as máquinas mais potentes do automobilismo para representar o Brasil no esporte mundial

Confira Também

Apesar da etapa de estreia não ter sido em Brasília, como originalmente planejado, a temporada 2015 da Verizon IndyCar Series começou com tudo nas ruas de São Petesburgo, na Flórida. E dois pilotos feras estão representando o Brasil nos circuitos ovais e mistos este ano: Tony Kanaan e Hélio Castroneves. 

A Fórmula Indy, ou IndyCar (antiga Indy Racing League), começou no início do século com as 500 milhas de Indianápolis, de onde herdou seu nome “Indy”. A prova foi criada por empresários do estado norte-americano de Indiana, que inicialmente construíram o circuito Indianapolis Motor Speedway para testar os lançamentos da indústria automotiva.

Hoje a Indy é uma das mais emblemáticas (e arriscadas) modalidades automobilistas do planeta, cujos carros alcançam mais de 400 km/h por hora. E se tem velocidade, com certeza tem brasileiro na história! Confira a seguir os oito pilotos que pintaram a história da IndyCar de verde e amarelo nas últimas décadas:

8. Raul Boesel
Foi para os Estados Unidos em 1985 para disputar a Fórmula Indy e chamou a atenção por ser o estreante com a volta mais rápida nos treinos das 500 Milhas de Indianápolis. Apesar de não ter nenhuma vitória no currículo dessa categoria, Boesel subiu 8 vezes ao pódio, dos quais cinco chegou em segundo lugar.

7. Roberto Pupo Moreno
Apelidado de SuperSub, ou “supersubstituto”, por estar sempre disponível para correr no lugar de pilotos lesionados. Moreno correu no lugar de Alex Figge, Ed Carpenter, Mark Blundell, Patrick Carpentier, Stéphan Grégoire e excepcionalmente no lugar de Christian Fittipaldi. O sobrinho de Emerson se envolveu em acidentes graves em três temporadas seguidas (1997, 1998 e 1999).

6. Christian Fittipaldi
Sobrinho de Emerson Fittipaldi, Christian foi várias vezes campeão de kart, venceu as 500 milhas de Indianápolis em 1995 e o foi o único brasileiro a correr em todas as principais categorias do automobilismo mundial: Fórmula 1, NASCAR e Champ Car. Em 2015, Fittipaldi correu algumas provas da NASCAR Winston Cup, chegando a largar na sétima posição na etapa de Michigan.

5. Tony Kanaan
Brasileiro de origem libanesa, foi o primeiro piloto da IndyCar Series a completar cada volta possível em uma temporada. Liderou 889 voltas em 13 corridas diferentes só em 2004. Foi descoberto aos 16 anos, quando subiu ao pódio numa prova de kart organizada por ninguém menos que o grande Ayrton Senna. O tricampeão mundial de Fórmula 1 também correu com os pilotos convidados, mas acabou chegando em segundo lugar. 

4. Gil de Ferran
Abandonou a faculdade de engenharia para se aventurar no automobilismo. Depois de conquistar o título brasileiro da Fórmula Ford, Gil de Ferran se mudou sozinho para a Inglaterra. Chegou à Indy em 1995 após passar alguns anos correndo em equipes menores, e foi duas vezes campeão pela Penske (2000 e 2001).

3. Maurício Gugelmin
Natural de Joinville, Maurício, conhecido no automobilismo como Big Mo, começou a correr de kart quando tinha 8 anos de idade, e venceu seu 1º campeonato na mesma temporada (em 1971). Gugelmin estreou na Indy pela Dick Simon, mas em 1995 passou a correr pela PacWest. Sua melhor temporada foi em 1997, quando conquistou o quarto lugar no campeonato.

2. Helio Castroneves
Castroneves coleciona 22 vitórias e 33 poles positions e jamais tinha terminado abaixo do sexto lugar na classificação numa temporada completa até 2011, quando ficou em décimo primeiro. Descoberto por Emerson Fittipaldi aos 19 anos, quando ainda corria na Fórmula 3, Castroneves estreou na Indy em 1998, e ganhou as 500 milhas de Indianápolis em 2001, 2002 e 2009.

1. Emerson Fittipaldi
Um dos pilotos mais vitoriosos do Brasil, Emerson foi o primeiro campeão nacional de Fórmula 1 em 1972, alcançando o bicampeonato em 1974. Em 1989 ele foi campeão da Fórmula Indy e subiu ao pódio das 500 milhas de Indianápolis duas vezes até 1993. Fonte de grandes alegrias, por outro lado, foi na Indy que Emerson também tomou um susto enorme. Fittipaldi sofreu o pior acidente da sua vida em 1996, quando por pouco não ficou paraplégico. Ao fazer uma curva a quase 400 km/h, Emerson perdeu o controle do carro e bateu contra a mureta de proteção do oval de Michigan. Ao todo, obteve 22 vitórias e 17 pole positions na Indy.