Quer começar a correr? Então fique de olho nessas dicas Especialista em corrida para atletas amadores dá o “caminho das pedras” gplus
   

Quer começar a correr? Então fique de olho nessas dicas

Especialista em corrida para atletas amadores dá o “caminho das pedras”

Confira Também

A ciência já provou diversas vezes que correr regularmente traz inúmeros benefícios para a nossa saúde física e mental, como alívio do stress, fortalecimento muscular, e, claro, emagrecimento.

Talvez por isso, a modalidade tem ganhado cada vez mais adeptos em todo o mundo e de diferentes faixas etárias. Entretanto, não basta apenas um tênis confortável e uma roupa adequada para começar a correr. Antes de tudo, é preciso alguns cuidados. “Correr é uma atividade física excelente para a manutenção e melhora da saúde. Porém, é muito mais do que sair correndo por aí. Sendo realizada sem um planejamento adequado, a atividade pode ser lesiva e causar muita frustração”, comenta Andrei Achcar, treinador especializado em corrida para atletas amadores e criador do Corrida Perfeita.

A corrida transforma o corpo, a atitude, e funciona como terapia. Além disso, é democrática: qualquer um pode realizá-la, basta dar o primeiro passo. Entretanto, saiba que correr pode dar certo trabalho no início - ainda mais para quem não está acostumado-, por isso, se você está partindo do zero, é melhor começar com uma caminhada simples. Após algumas semanas, o corpo encontra um ritmo e em pouco tempo você começa a desejar as sensações que obtém na corrida.

“É importante saber quem está iniciando nesta atividade, pois é a partir do seu histórico esportivo, de saúde e objetivos que se orienta o volume e a intensidade dos treinos [...] Dessa forma evitam-se lesões e o abandono precoce do esporte.”, comenta Achcar. “De qualquer forma, o melhor cronograma de treino é o personalizado para suas possibilidades e limitações”.



Por isso, evite simplesmente cair na tentação de sair correndo por aí o mais rápido que conseguir. A melhor forma de incluir a corrida na sua rotina é ir adicionando pequenos “piques” nas suas caminhadas, e daí ir aumentando gradualmente o tempo que passa correndo. 

Ter consciência de seus movimentos durante a corrida, criar uma rotina de treinos, adequar a alimentação às necessidades e objetivo, usar roupas confortáveis, não pular etapas e fazer uma avaliação de aptidão física são algumas das dicas para o “amador” que está começando agora. “E lembre-se: calor, frio, a baixa ou alta umidade agem diretamente no funcionamento do organismo. Sendo assim, podem influenciar de maneira positiva ou negativa no desempenho de cada atleta”, lembra o profissional. 

Outra dica muito importante é intercalar treinos de musculação com as corridas. O resultado desta combinação irá aumentar sua força, melhorar sua postura e, como consequência, diminuir o risco de lesões. “Tendo consciência de sua aptidão e limitação, e seguindo um cronograma de treinamento baseado nelas, correr não possui nenhuma contra-indicação”, afirma Achcar.

E por fim, lembre-se: divirta-se. Pode parecer clichê, mas, para uma atividade física entrar de verdade na sua rotina, é indispensável que você goste do tal exercício e o faça com prazer.