Por que os homens não resistem aos filmes de ação? Veja 7 razões Perseguições, trilha sonora, pancadaria e belas mulheres são alguns dos motivos que nos fazem ficar com os olhos grudados na tela gplus
   

Por que os homens não resistem aos filmes de ação? Veja 7 razões

Perseguições, trilha sonora, pancadaria e belas mulheres são alguns dos motivos que nos fazem ficar com os olhos grudados na tela

Confira Também

Nós, homens, sempre fomos atraídos pela ação. O desejo de realizar feitos importantes e de coragem, viver intensas aventuras e escapar de situações de perigo fazem parte da nossa natureza bruta e estamos sempre à procura de experiências que nos proporcionem isso (ou algo parecido). Os filmes, com sua capacidade única de transportar seu público para as mais variadas situações, são o meio mais próximo que encontramos de satisfazer essa necessidade masculina.

É impossível negar que filmes de ação exerçam sobre nós um poder de atração capaz até mesmo de nos fazer brigar com nossas namoradas quando elas querem ver um filme romântico em vez daquele com explosões do começo ao fim. Porém, não desistimos: somos homens! A cada novo lançamento, estamos sempre lá, sentados na cadeira do cinema como crianças em um grande espetáculo. E isso, meu amigo, é bom pra caramba.

Veja alguns motivos que tornam os filmes de ação tão irresistíveis para nós.

#1 - A ação, óbvio
Não é à toa que filmes do gênero levam esse nome. Afinal, são recheados do início ao fim de pancadaria, explosões, perseguições e tiroteios frenéticos que quase não nos dão tempo para respirar. As mulheres podem não entender essa preferência e até fazer cara feia quando escolhemos os filmes de ação em vez das comédias românticas delas, mas poucas coisas superam a emoção que aquelas quase duas horas ou mais de filme são capazes de transmitir.

#2 - Trilha sonora explosiva
Músicas que casam perfeitamente com o tom proposto pelo filme criam no expectador uma emoção muito maior. As trilhas de grandes nomes como Enio Morricone, John Willians, Hans Zimmer e Danny Elfman estão aí para provar isso. De nada seriam cenas de explosões, perseguições ou heroísmo sem a carga emocional imposta de forma tão genial e memorável pela música. E algumas canções ou faixas instrumentais se eternizam. Se você já correu atrás de uma trilha sonora logo após sair do cinema apenas pelo prazer de relembrar o que sentiu na primeira vez que assistiu ao filme, sabe do que estou falando. 

#3 - Gente do mal levando bala
O clássico conceito de heroísmo que fomos ensinados a admirar desde a infância é presença quase obrigatória nos filmes de ação. Um dos maiores princípios da relação mocinho X bandido é que se tem alguém para apertar o gatilho, tem alguém pra levar bala. Essa violência e o apelo disso com o público masculino já foi até mesmo estudado por uma pesquisa alemã que concluiu que os homens, ao contrário do aparente interesse mórbido, se sentem mais atraídos por filmes assim, principalmente pela forte identificação com os personagens principais e situações.

#4 - Mulheres fortes... e belas
Até algum tempo atrás era a coisa mais natural do mundo criar personagens femininos que se encaixavam ao estereótipo de donzela em perigo. Hoje, ao contrário de frágeis damas que precisavam de homens fortes para resolver os problemas que elas não conseguiam sozinhas, encontramos mulheres que botam a mão na massa – e até em armas. Aquele tipo de mulher forte e independente que admiramos e sonhamos em ter ao nosso lado. Isso sem deixar de lado toda a beleza e sensualidade que fazem parte do charme feminino e que nos fazem ficar babando em cima da pipoca durante grande parte do filme. 

#5 - Válvula de escape
No dia a dia que vivemos hoje, em que as grandes aventuras são limitadas por responsabilidades, custos acima da capacidade da maioria das pessoas, limitações físicas e regras sociais - e morais – os filmes de ação oferecem um momento maior de liberdade aos homens. Aquelas duas horas em frente à tela servem como válvula de escape para todos os impulsos masculinos mais primitivos com os quais não temos mais contato durante o cotidiano. Tudo o que podemos fazer, portanto, é ver todos os feitos que gostaríamos de um dia realizar ganharem vida através da tela.
 
#6 - Um ou outro nome famoso
Não, não são apenas as mulheres que gostam de ver um filme quando reconhecem um nome famoso no elenco. Também temos “ídolos”, em quem inspiramos nosso jeito de falar, se vestir ou agir; ou, no mínimo, atores ou atrizes que admiramos pela competência em seus trabalhos ou apenas pelo carisma mesmo (no caso das atrizes, a beleza também é um grande incentivo).

#7 - Divertido, sim; comédia, não
Filmes de ação não têm a intenção de fazer com que seu público saia do cinema filosofando sobre o sentido da vida. Eles são feitos para entreter, mesmo quando retratam temas importantes. São perfeitos para serem assistidos com aquele balde de pipoca do lado e para deixar preocupações, problemas, tristezas e tensões do lado de fora do cinema. O melhor é que eles conseguem ser divertidos sem a necessidade de jogar uma piada na mesa a cada cinco minutos, apenas com um clima mais leve e tiradas bacanas que nos fazem abrir um sorriso e aproveitar o momento.