7 Dicas pra começar a surfar Cansado de levar caldos? Aprenda a surfar seguindo os passos dos maiores surfistas do mundo e deixe o ‘jacaré’ para os moleques gplus
   

7 Dicas pra começar a surfar

Cansado de levar caldos? Aprenda a surfar seguindo os passos dos maiores surfistas do mundo e deixe o ‘jacaré’ para os moleques

Confira Também

Todo mundo deveria saber como ficar em pé numa prancha de surf. Por quê? Bem, porque é divertido e fácil – desde que você tenha em mente algumas regras básicas de como na navegar pela água. Pra te dar uma mãozinha na primeira onda, nada menos que Rob Machado e a pro Kai Lenny dividiram alguns segredos com o Men’s Journal que realmente podem fazer a diferença. Confira a seguir quais são eles e comece a pegar ondas hoje mesmo!

1. Procure um instrutor 
Dependendo da sua localização, dá pra aproveitar qualquer instrutor ou escola que ofereça aulas para principiantes. Eles vão te passar informações essenciais de segurança e etiqueta antes que você seja apresentado à sua primeira prancha de surf. Isso inclui saber como observar outros surfista na água, carregar sua prancha corretamente e avaliar a área certa da praia – e tomar cuidado pra não cair de cabeça na água.

2. Arranje uma prancha com leash e quilhas 
Pode soar óbvio, mas escolher a prancha certa pra começar é o canal. Lembre-se: você ainda não é um profissional. Geralmente, pra testar a água, você vai preferir uma prancha mais longa e maleável. Além de ser mais estável, ela não vai te machucar quando você cair nas primeiras tentativas. “O que intimida bastante as pessoas é quando a prancha bate nelas”, afirma a lenda Rob Machado, acrescentando que “quanto mais longa melhor”, talvez uma 8.9. E dependendo da sua localização, você nem precisa comprar, pois há instrutores alugando pranchas na praia. Caso você não tenha um deles a sua disposição, a dica é comprar uma prancha mais longa que o seu corpo – quando menos perceber você já estará pegando ondas com uma menor.

3. Vista uma roupa de borracha e passe protetor solar 
Cuidado: uma das coisas mais difíceis no surf é vestir uma roupa de borracha. Algo mais desafiador? Tirá-la. Para surfar em regiões onde a água é mais gelada, Lenny sugere usar uma delas pra se manter aquecido. Por causa disso, o traje vai te manter mais tempo na água e oferecer proteção extra, caso você sofra uma colisão. Mesmo com a roupa, entretanto, você deve sempre se lembrar de passar protetor solar, de acordo com Lenny. Se você começar a surfar com frequência, o risco de câncer de pele se torna uma ameaça ainda mais próxima da sua vida. 

4. Escolha uma onda 
“A primeira coisa a fazer é encontrar a onda visualmente”, recomenda Machado. Embora seja difícil prever qual será a onda perfeita, Machado explica que elas geralmente aparecem em “intervalos” de 10-15 segundos. Fora o tempo, tudo se trata de intuição. “Vai chegar um momento em que você vai ter que decidir e arriscar: ‘Ok, vou tentar essa aqui’”, salienta. 

5. Pegue a onda 
Deite-se de bruços sobre a prancha com os pés posicionados próximos da parte de trás, vire-se em direção à praia e comece a remar. É claro que as condições e localização é que vão determinar como você vai se aproximar da onda. “Se você está surfando numa região onde há recifes, a profundidade será bem menor”, alerta Machado. Numa maré alta, acrescenta ele, as ondas “não vão chegar a quebrar, a não ser contra a areia da praia”. Quando a maré sobe, por outro lado, você tem um percurso menor até a areia. Numa maré baixa, Machado conta que você precisa se lembrar que a profundidade é maior quanto mais você se afasta da praia, que é onde as ondas irão quebrar.

6. Fique de pé se conseguir, mas prepare-se pra cair 
É melhor praticar este passo na areia antes de entrar na água (e a maioria dos instrutores vão começar assim) porque, no começo, você provavelmente vai cair.  Imagine que há uma linha ‘cortando’ a prancha de ponta a ponta. Quando você ficar de pé, terá que agir como se estivesse fazendo uma flexão. Num único movimento, plante os dois pés na prancha enquanto vira o seu corpo, de maneira que uma das pernas (a que você se sentir mais confortável) fique posicionada ao centro da linha imaginária na prancha, enquanto a outra deve ficar na parte de trás, sobre as quilhas. Quando finalmente você estiver na água, levante-se sobre a prancha quando a parte de trás dela começar a subir e você estiver “descendo a onda”, de acordo com Machado. Parece fácil, né? Mas o desenvolvimento deste passo é que irá determinar se você vai cair ou surfar a onda até a praia. 

7. Tente novamente – e mais uma vez 
Faça o que você achar que é certo, e não fique super analisando cada passo. Contanto que você siga as dicas de segurança básicas e esteja com equipamento apropriado, a maioria dos novatos não vai ter tempo suficiente pra pensar demais em cada passo do processo: você apenas tem que praticar. A parte mais importante de aprender a surfar é ir pra água e ter uma ideia de como se trata. “Você pode se sentar aqui e separar o processo em passos”, explica Machado, “mas quando está acontecendo na vida real, tudo é meio caótico, pois tudo está em movimento e mudando. É por isso que é tão legal surfar – nunca é realmente a mesma coisa.”