Cerveja: 10 cidades pelo mundo que todo amante da bebida precisa visitar Munique, Bruges, Praga, Pilsen e até mesmo Blumenau são cidades que não podem faltar no roteiro de viagem de nenhum cervejeiro gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Cerveja: 10 cidades pelo mundo que todo amante da bebida precisa visitar

Munique, Bruges, Praga, Pilsen e até mesmo Blumenau são cidades que não podem faltar no roteiro de viagem de nenhum cervejeiro

Confira Também

Viajar é preciso, escreveu o poeta. Beber cerveja, também. Seja ao final de um dia cansativo de trabalho, na preguiça dos finais de semana ou até mesmo durante uma viagem internacional, a cerveja é uma amiga fiel e inseparável do homem. E nada melhor do que aproveitar viagens de turismo para conhecer novas cidades pelo mundo onde a cerveja, mais do que a tradicional bebida que aprendemos a amar, é uma forma de arte da qual se orgulhar. 

Dos mosteiros trapistas belgas, onde monges produzem e comercializam sua própria marca de cerveja, até as mais recentes cervejarias artesanais brasileiras, a bebida tem sido capaz de atrair viajantes do mundo inteiro, ávidos por novas experiências de degustação. A procura por esse tipo de turismo já motivou até mesmo guias de viagem que têm a cerveja como foco, com o objetivo de dar dicas de lugares onde os turistas podem fazer um pit stop para aproveitar um copo gelado – ou “quente”, se estiver na Alemanha.

Confira 10 cidades em que a cerveja se torna uma atração quase tão procurada quanto pontos turísticos. 

#1 Munique, Alemanha.  Berço da famosa e tradicional Oktoberfest, festa em que os turistas aproveitam para visitar a cidade e, de quebra, abusar da cerveja em algum dos “biergartens” – espaços ao ar livre destinados ao consumo de cerveja -, a cidade tem a bebida como símbolo desde a Idade Média. Não como resistir a cervejas bávaras que seguem receitas originais do século 15 acompanhadas por petiscos regionais.

#2 Amsterdã, Holanda. Além do característico bairro vermelho e das coffee-shops, a capital holandesa é conhecida também pela famosa garrafa verde da Heineken - é lá que está localizado o museu da marca. Além desta, outras marcas holandesas são atrações nos bares na cidade, inclusive cervejas orgânicas, que podem ser acompanhadas por um amistoso jogo de sinuca. 

#3 Bruxelas, Bélgica. A cidade com jeitão de interior não decepciona e é um dos polos cervejeiros que mais atraem viajantes e amantes da cerveja belga para experimentar a bebida. São mais de 600 variedades existentes no país, mas é a Lambic, com sabores variados como maçã e cereja, a menina dos olhos de Bruxelas. Dica: vale visitar o Delirium Café, casa com mais de 2000 tipos de cerveja.

#4 Montreal, Canadá. Localizado no chamado “cinturão cervejeiro”, denominação dada à região climática propícia ao crescimento da cevada e lúpulo, o Canadá não poderia ficar de fora da lista.  Mesmo com a presença de grandes grupos no mercado, o destaque fica mesmo para os brewpubs, cervejarias artesanais espalhadas que podem ser encontradas aos montes em Montreal, capital do país.

#5 Praga, República Tcheca. Lar da Budweiser original, a cerveja que domina os bares na capital tcheca é a Staropramen. A tradição manda que os bares sirvam apenas uma especialidade de cerveja, anunciada na porta, onde os clientes se sentam em longas mesas de madeira para conversarem entre si, se conhecerem e, como não poderia faltar, atravessam a noite virando copos de cerveja.

#6 Grand Rapids, Michigan (EUA). Nomeada a “cidade da cerveja”, Grand Rapids é um destino com mais de 40 cervejarias artesanais espalhadas pela cidade, só esperando os amantes da bebida aparecerem por lá. A chamada “trilha da cerveja” oferece uma variedade de localidades para os amantes da bebida aproveitarem. O AreaH visitou a cidade e fez um especial sobre ela, confira aqui.  

#7 Dublin, Irlanda. Dentre as produções nacionais, talvez nenhuma mereça tanto destaque quanto a famosa Guinness. Originária de 1759, sua história pode ser explorada na exposição da Saint James Brewery, onde a marca era fabricada na época, com direito à degustação com vista para a cidade. No tradicional bairro Temple Bar pode ser encontrada a maioria dos mais de 800 pubs que existem pela cidade.

#8 Blumenau, Santa Catarina. Não à toa uma das principais cidades brasileiras a sediar a versão nacional da Oktoberfest, Blumenau, cidade de origem germânica, influenciou a região em aspectos além da arquitetura, artes e gastronomia.  A tradição cervejeira, um dos principais legados alemães em nosso país, é celebrado com orgulho nos bares e cervejarias, que não faltam na cidade. Vale a visita de todo brasileiro amante da bebida.

#9 Curitiba, Paraná. Segundo Paulo Leminski, “o Rio é o mar. Curitiba é o Bar”. Região onde concentra-se um dos maiores polos cervejeiros do Brasil, com fábricas e marcas premiadas internacionalmente, Curitiba possui uma variedade enorme de microcervejarias, para as quais são necessários roteiros de visitas bem elaborados para garantir uma visita a todos antes de deixar a capital paranaense. 

#10 Belo Horizonte, Minas Gerais. Capital Mundial dos Botecos por decreto, Belo Horizonte tem uma população apaixonada por bares e restaurantes, isso não é segredo algum. Com 30 fábricas de cerveja – destas, 25 microcervejarias -, Minas Gerais possui uma ampla oferta de estilos de cerveja. Com isso em mente, roteiros foram criados para oferecer a melhor experiência aos visitantes e as próprias fábricas começaram a se preparar para receber o público.