7 Empreendedores depois dos 30 Às vezes demora, mas chega! Saiba quem são os homens de negócio que mudaram o mundo bem depois dos 30 gplus
   

7 Empreendedores depois dos 30

Às vezes demora, mas chega! Saiba quem são os homens de negócio que mudaram o mundo bem depois dos 30

Confira Também

Chegou à meia idade sem alcançar muito sucesso nos seus empreendimentos? Talvez seja porque você desistiu cedo demais. Afinal de contas, é fácil se sentir intimidado pela atual leva de magnatas na casa dos 20 e poucos, que vêm sentindo o gosto da vitória nos negócios praticamente depois que “saíram das fraldas”. Os cínicos podem se consolar pensando que tudo não passa de sorte, ou da continuação de um legado familiar, mas este tipo de racionalização proporciona apenas um falso conforto. Inspire-se com alguns exemplos de empreendedores que só foram alcançar o sucesso bem mais tarde na vida. 

7. Reid Hoffman, co-fundador do Linkedin
Graduado no Stanford College em 1990, Hoffman tinha pressa de mudar o mundo – mas sem ideia alguma de como faria isso. Ele se sentiu meio fora de foco nos 12 anos seguintes, mas decidiu que o melhor caminho pra fazer a diferença era se tornar um empreendedor. Durante este período, trabalhou em diversas empresas de TI, como Fujitsu e Apple eWorld. Em 1997, Reid criou uma rede social chamada SocialNet.com, onde o foco era o namoro online, mas o negócio não deu certo. Logo ele abandonou o projeto para se juntar à cúpula de diretores do PayPal. Foi só quando o cara completou 35 anos, depois de ter participado da fundação do Linkedin, que começou a obter sucesso de verdade – hoje a rede social conta com 332 milhões de usuários. 

6. Coronel Sanders, o velhinho da KFC
Harland David Sanders é provavelmente um dos melhores exemplos do empreendedor que foi se dar bem apenas na melhor idade. O cara ralou bonito em vários trabalhos diferentes: foi vendedor de seguros, ajudante de ferreiro, operador de barco a vapor, bombeiro, operário de ferrovia e até atendente de posto de gasolina. Foi somente aos 60 e poucos que ele finalmente abriu um negócio de comida que mudaria sua vida. Durante a Grande Depressão, Sanders não tinha muitas opções pra ganhar dinheiro. Foi então que desenvolveu uma receita secreta de frango frito que se tornou tão popular que virou franquia. Hoje o KFC possui 18 mil lojas em 120 países, e sua imagem é reconhecida em quase todo o planeta – nada mal para um negócio que ele abriu aos 65 anos de idade.

5. Ray Kroc, fundador do McDonald’s
Quando tinha 52 anos, Kric finalmente encontrou o projeto de sua vida. Enquanto vendia máquinas de milk shake na Califórnia ele encontrou os irmãos McDonald. Ray ficou tão impressionado com o restaurante deles que perguntou se poderia começar uma franquia do negócio. As coisas deram tão certo que logo ele conseguiu comprar a companhia, o que deu a liberdade que Ray precisava para focar numa expansão mundial. Hoje o McDonalds é a maior rede de hambúrgueres do mundo, com lucros anuais de cerca e 5,5 bilhões de dólares.

4. Momofuku Ando, o homem que inventou o macarrão instantâneo
Ando cimentou seu lugar na história do fast food quando inventou o macarrão instantâneo em 1958, aos 48 anos de idade. Nascido numa família rica de Taiwan, ele perdeu seus pais quando era criança e abriu seu primeiro negócio de tecidos aos 22 anos. Apesar de ter utilizado dinheiro de herança pra financiar diversos empreendimentos em sua vida, Momofuku foi condenado por evasão de impostos quando se mudou para o Japão e boa parte de seus negócios faliram. Quando o Japão sofria com a falta de comida no pós-guerra, entretanto, o empreendedor abriu a Nissin, uma pequena loja de sal que começou a vender também macarrão instantâneo com sabor de galinha. 

3. Henry Ford, fundador da Ford
Henry Ford é um dos homens de negócio mais bem sucedidos do século 20. Seus pais esperavam que ele tocasse a fazenda da família, mas aos 16 anos ele saiu de casa pra trabalhar como maquinista em Detroit. Aos 30 ele já era engenheiro-chefe, mas levou mais 10 anos até que conseguisse lançar a Ford Motor Company. Somente aos 40 anos Henry conseguiu vender seu primeiro carro, o Ford T, pelo preço mais barato do mercado – por conta de suas técnicas de produção de veículos em massa que revolucionaram a indústria automobilística.

2. Robert Noyce, fundador da Intel
Depois de conquistar seu douturado em física no MIT, Robert Noyce conseguiu emprego de engenheiro de pesquisa, indo trabalhar na Beckman Instruments. Em 1957 ele outros sete funcionários deixaram a Beckman e fundaram a Fairchild Semiconductor Corporation. Embora tivesse conseguido certo sucesso por lá, ele deixou a companhia junto com Gordon Moore, com quem fundou a Intel, aos 41 anos de idade. Considerado o visionário da empresa e tratando os funcionários como família, ele dispensava os benefícios que a maioria dos CEOs recebiam, e manteve a empresa menos estruturada e mais relaxada. Foi na Intel que ele inventou o microprocessador, uma inovação que revolucionou a tecnologia dos computadores e moldou as máquinas que usamos até hoje.

1. John Pemberton, criador da Coca-Cola 
Durante a Guerra Civil norte-americana, soldados feridos geralmente eram tratados com morfina. Mas um médico e farmacêutico chamado John Stith Pemberton tinha algo melhor: o vinho de coca francesa de Pemberton. Quando Atlanta aprovou uma nova legislação de moderação, o empreendedor de 55 anos foi forçado a reformular sua bebida. Com a ajuda de seu filho, ele substituiu o vinho por açúcar, fundando a empresa Coca-Cola. Pemberton então anunciou a venda da fórmula, que logo foi adquirida por um funcionário chamado Asa Candler, em 1888, ano em que Pemberton faleceu. Em 1891, Candler já era dono de todo o negócio.