Os efeitos do Viagra, minuto a minuto Apesar de esperar nunca ter que recorrer ao Viagra para fazer sexo, vale a pena conhecer os principais efeitos do medicamento gplus
   

Os efeitos do Viagra, minuto a minuto

Apesar de esperar nunca ter que recorrer ao Viagra para fazer sexo, vale a pena conhecer os principais efeitos do medicamento

Confira Também

Enquanto a maioria dos homens espera nunca ter que recorrer ao Viagra para ter um bom desempenho sexual, muitos já consomem a famosa pílula azul para resolver o indesejado problema de disfunção erétil nos momentos de intimidade do casal. A pílula milagrosa, porém, não tem sido usada apenas pelos mais velhos como também ganhou popularidade entre jovens sem necessidade nenhuma do medicamento que, ignorando seus vários efeitos colaterais, o consomem na esperança de turbinar o sexo. 

No Brasil, estima-se que entre 1998, quando a pílula foi lançada no país, e 2013, quando completou 15 anos, tenham sido vendidos 114 milhões de comprimidos. Apesar de conhecido apenas por seu efeito principal, o consumo de viagra costuma ter várias outras reações no corpo que variam de acordo de acordo com o tempo no organismo, mas que não costumam receber tanta atenção pelos usuários.

O portal britânico Daily Mail listou as principais reações do Viagra no corpo, segundo estudos realizados pela empresa farmacêutica Superdrug. Confira abaixo.

12 minutos

Nesse período de tempo, a droga é rapidamente absorvida pelo corpo e alguns homens podem apresentar uma ereção muito rapidamente. Um componente do sistema vascular faz com que as paredes dos vasos sanguíneos se dilatam para que o sangue possa fluir mais facilmente e encher o pênis.

27 minutos

Se não forem observadas alterações nos primeiros 15 minutos, a ereção ocorre em cerca de meia hora. Acredita-se que o tempo médio de resposta da substância seja de 27 minutos, mas os pesquisadores lembram que isso é apenas uma média e que esse tempo de resposta pode variar de acordo com as características fisiológicas de cada indivíduo. 

57 minutos

Nesse período, a substância atinge seu "potencial de ereção máxima", já que é o momento que o sangue tem a maior concentração do medicamento. Por isso, recomenda-se tomar a pílula entre meia a uma hora antes de ter relações sexuais. Um estudo apontou que são raros os homens capazes de manter ereções por muito mais de 30 minutos uma hora após tomar o comprimido. 

Após 4 horas 

A cada quatro horas que permanece no corpo, os efeitos da substância são reduzidos pela metade - que não quer dizer que você fica incapaz de transar. Alguns usuários confundem a informação de redução dos efeitos com o aviso de que uma ereção contínua e ininterrupta por quatro horas pode deixar a pessoa incapaz de ter relações sexuais, mas são coisas completamente diferentes. 

Após 10 horas

Os cientistas descobriram que mesmo 10 horas após o uso do medicamento, os homens ainda poderiam ter ereções por uma média de 23 minutos, enquanto 12 horas após o homem ter tomado a Viagra, a duração média das ereções é de apenas 16 minutos.