Casamento: saiba reconhecer 10 sinais de que o seu está próximo de acabar Críticas, brigas de mais e sexo de menos são alguns sinais de alerta que indicam a hora de correr atrás para salvar sua relação gplus
   

Casamento: saiba reconhecer 10 sinais de que o seu está próximo de acabar

Críticas, brigas de mais e sexo de menos são alguns sinais de alerta que indicam a hora de correr atrás para salvar sua relação

Confira Também

Para o casal que está apenas começando a vida juntos, sem muito dinheiro a princípio, mas com planos de sobra, a vida de casados pode parecer perfeita. Afinal, ter alguém com quem compartilhar sonhos, comemorar vitórias e consolar derrotas é importante – e melhor ainda se for pra vida toda. Entretanto, não raras vezes, o sonho do casamento pode não vingar.
 
Segundo dados da pesquisa Estatísticas do Registro Civil 2014, divulgados em 2015 pelo IBGE, foi registrado um aumento de 160% no número de divórcios na última década. A estimativa reflete uma realidade da qual qualquer um de nós podemos vir a fazer parte. Ninguém está imune ao fim de um casamento. 

Há muitos motivos para um casamento chegar ao fim – que o diga Zygmunt Bauman, que definiu a fragilidade dos laços humanos no termo “amor líquido”. Porém, alguns sinais podem ser identificados antes mesmo de haver necessidade de assinar a papelada. Quando isso acontece, amigo, é hora de ficar esperto. Saiba como reconhecê-los e, quem sabe até, correr atrás de um modo de salvar sua relação.

#1 Silêncio que incomoda
Quando o casal está naquela sintonia apaixonada, dizem, o silêncio nunca é desconfortável, pois não são necessárias palavras. Porém, quando há problemas, o silêncio pesa, incomoda e passa a sensação de que algo que deveria ser dito não encontra espaço para se manifestar. 

#2 E voam as farpas
As críticas, mesmo quando se manifestam de maneira mais velada e menos violenta do que o costume, ainda são um sinal de que tudo o que é feito dentro do relacionamento está sendo observado e julgado. Não há casamento que sobreviva a isso.

#3 Tudo é motivo
Brigas por bobeiras acontecem em qualquer relacionamento, são normais. Afinal, o que pode ser importante para um pode não ter tanta relevância para o outro e daí nascer discórdia. Porém, quando o casal solta faíscas (no mal sentido), todas as tentativas de conversa geram discussões. Será que vale a pena tentar seguir em frente?

#4 Vontade de pular fora
O simples pensar em separação ou divórcio – o que para casais pode causar desconforto ou soar como absurdo – não lhe parece estranha. Aliás, você se pegou pensando nisso mais de uma vez, sem remorso. Se esse é o caso, talvez seja hora de repensar seu casamento.

#6 Sexo? O que é isso?
A intimidade ficou para trás e o desejo, que antes transbordava, não mostra mais sinais de vida. Antes de considerar a hipótese de uma amante para sair da seca, investigue os motivos da falta de sexo. Se o motivo for mais profundo do que apenas falta de tesão, separar pode ser a opção mais sensata.

#7 “Você vai sair assim mesmo?”
A frase que costuma ser associada a como alguns homens censuram suas companheiras quando se arrumam de forma mais “ousada” ganha outro sentido nesse contexto. O desleixo – não deve ser confundido com vestir-se confortavelmente  – ao se arrumar costuma indicar falta de preocupação com a aparência, um sinal de que algo mudou entre o casal.

#8 Em busca de fugas
É comum um casal que passa por problemas buscar distrações no cotidiano a fim de evitar ficarem sozinhos um com o outro – uma tentativa de evitar brigas. Sair com frequência, ter sempre convidados em casa e conversar sobre assuntos aleatórios que não tenham relação com sentimentos são exemplos disso.

#9 Aquele mesmo velho problema
Uma briga, ok - acontece, bola pra frente. Uma segunda vez é chata, mas vá lá.... Uma terceira, quarta, décima briga por um mesmo motivo, porém, já é sinal de problemas sérios. Afinal, ficar refém de erros do passado e não encontrar soluções não é a melhor forma de levar um casamento adiante.

#10 Aquela outra pessoa...
A amiga da esposa, a vizinha encorpada, uma ex-namorada, a colega do trabalho. Pensar em outra mulher – e fantasiar com ela – pode parecer uma atitude normal entre os homens, mas não leva um casamento a lugar algum, exceto ao divórcio. Se você já flagrou a si mesmo tendo esses pensamentos, talvez seja melhor reavaliar suas prioridades e redefinir seus planos.