Sapatos: guia básico sobre os principais modelos Entenda o estilo de cada tipo de sapato e saiba escolher qual modelo usar conforme sua roupa e ocasião gplus
   

Sapatos: guia básico sobre os principais modelos

Entenda o estilo de cada tipo de sapato e saiba escolher qual modelo usar conforme sua roupa e ocasião

Confira Também

Andar bem vestido aumenta a auto-estima de qualquer homem. Escolher um sapato que combina com sua personalidade pode ser um bom começo para ostentar um belo visual. E saber combiná-los com a roupa demonstra elegância, refinamento e bom gosto.

Muitos homens se importam com os sapatos apenas em eventos formais. Mas, diferente do que muita gente pensa, eles não são apenas bem-vindos quando acompanhados de terno e gravata - e não estamos falando de sapatênis. Alguns modelos, como os docksides, servem bem para o cotidiano e combinam até mesmo com shorts. Veja abaixo mais detalhes sobre esse e outros tipos de sapato. 

Sapatos Informais

# Dockside

Inspirado no estilo náutico (daí o “dock”), o dockside é um de sapato mais despojado e próprio de dias quentes. O lado bom disso é que não é tão difícil escolher uma roupa que combine com ele. De cores que contrastam mais do que os sapatos convencionais, os docksides possuem cadarços laterais e caem muito bem tanto combinados com camisa de botão, polo e até camisetas, quanto acompanhados por shorts e calças skin. Quando usar cintos, procure aqueles que conversem com as cores de seu dockside. E um aviso importante: jamais use um docksite com meias. 

# Mocassim

Há pouco tempo atrás, eles eram visto como antiquados e até como “sapato de vovô”.  Mas eles voltaram a ter espaço nos pés dos jovens.  Geralmente com cores mais neutras do que os docksides, o sapato mocassim não é usado com meia e é tradicionalmente conhecido por ter solas baixas e não conter cadarços. O mocassim de couro é normalmente usado com calças, mas também pode ficar bem legal quando combinado com shorts. Já os modelos de camurça são mais esportivos e recomenda-se o uso com roupas casuais.

# Driver

O sapato driver é bem semelhante aos mocassins de camurça, mas com uma diferença: a sola maleável. Nos drivers, as solas são feitas em formatos de “gominhos”, que separados por espaços uniformes dão mais leveza ao sapato. De onde vem o nome? Espere até acelerar o carro com um desses.

Formais


# Oxford

Seu nome vem de sua história: de origem britânica, ele era muito usado por alunos da Universidade de Oxford no século XVII. O mais conhecido entre os clássicos, o modelo é muito usados em eventos suit & tie (terno e gravata). Feitos de couro e com cadarço obrigatório, os oxfords pretos foram usados juntos com ternos por muito tempo. Hoje em dia, é possível encontrá-los em diversas cores e muita gente os usam com roupas casuais, como jeans, jaqueta de couro e até shorts. Entretanto, se sua ideia for mesmo usar um oxford com roupas sociais, prefira os de verniz. 

# Derby

O Derby é bem parecido e usado praticamente para a mesma finalidade que o oxford. Por isso é comum as pessoas terem dúvidas sobre as diferenças entre um e outro. Pouco menos formal que o oxford, o derby possui as abas soltas onde ficam os cadarços. A dica é: na hora de comprar seu derby, não escolha aqueles que, ao amarrar os cadarços, as abas se sobreponham.

# Monk Strap

A maior característica de um monk strap é seu fechamento, que é realizado por meio de uma tira ajustada por uma fivela. Já os sapatos com duas dessas fitas chamam-se double monk strep. Feito de couro ou camurça, os monk straps combinam com roupas sociais.