10 curiosidades sobre 'Instinto Selvagem' Conheça alguns fatos marcantes por trás do suspense erótico que lançou Sharon Stone ao estrelato gplus
   

10 curiosidades sobre 'Instinto Selvagem'

Conheça alguns fatos marcantes por trás do suspense erótico que lançou Sharon Stone ao estrelato

Confira Também

Em 20 de março de 1992, o mundo todo e nós, homens, ganhávamos um grande presente do cinema: o lançamento do filme Instinto Selvagem, estrelado pelo experiente Michael Douglas e pela até então desconhecida Sharon Stone, que logo se tornaria um clássico erótico cultuado pelas próximas décadas. Aqui no Brasil, a produção chegou no dia 12 de junho do mesmo ano, uma opção ousada de programa para o Dia dos Namorados. 

A sinopse do longa já revela uma trama cheia de suspense e, é claro, muito sexo: o proprietário de um clube noturno é encontrado morto na sua cama. O caso é entregue ao detective Nick Curran (Douglas), que possui um passado de alcoolismo e consumo de drogas. A principal suspeita é Catherine Tramell (Stone), uma atraente e manipuladora romancista que mantinha uma relação há já algum tempo com a vítima.

Em meio às mais de duas horas de projeção, somos presenteados com aquela que viria a ser a cena mais conhecida do filme e, por que não, do cinema nos anos 90: a fatal cruzada de pernas de Sharon Stone, desprovida de qualquer roupa íntima e em toda sua glória. A cena polêmica se tornou uma das mais (re)assistidas durante anos e até hoje é motivo para fazer muitos homens ficarem de queixo caído.

Confira alguns dos fatos mais marcantes por trás do filme que o ajudaram a se tornar uma das obras eróticas mais cultuadas do cinema desde então:

#1 Sharon Stone, até então pouco conhecida, só ficou com o papel da escritora Catherine Tramell porque nenhuma atriz famosa aceitou fazer o filme por conta das cenas de nudez. Antes de chegar a Sharon, o papel foi oferecido por estrelas como Julia Roberts, Meg Ryan, Geena Davis e Michelle Pfeiffer.

#2 Ao cruzar as pernas no filme, Sharon Stone construiu uma das cenas mais icônicas do cinema nos anos 1990, mas a participação no longa fez com que a atriz, então aos 34 anos, perdesse prestígio na indústria de Hollywood e sofresse com baixos salários e poucas ofertas de trabalho.



#3 A famosa cena da cruzada de pernas foi rodada sem que a própria atriz soubesse que o público perceberia que ela estava sem calcinha no momento. Ela soube apenas durante uma exibição-teste, quando viu a cena já dentro do próprio filme.

#4 De acordo com Sharon Stone, o diretor Paul Verhoeven pediu que ela tirasse a calcinha com a justificativa de que a lingerie era muito brilhante e estava refletindo na câmera. Stone concordou, supondo que sua genitália não ficaria visível. 

#5 Antes de ser convencida a manter a cena, a primeira reação de Sharon Stone ao ver o resultado final foi ir até a cabine onde estava Paul Verhoeven após a exibição teste e dar um tapa nele. Sharon permitiu o uso da cena após ser convencida pelo próprio Paul, que disse à atriz que este poderia ser seu passaporte para a fama.

#6 O diretor Paul Verhoeven teve a ideia inspirada em uma memória da faculdade, quando uma mulher fez a mesma coisa numa festa, para deixá-lo sem graça. Segundo o roteirista do filme, Verhoeven decidiu que a cena seria mais divertida se Sharon não usasse calcinha.

#7 Apesar das polêmicas, o filme foi um sucesso de bilheteria e arrecadou US$ 352 milhões, valor alto para o início dos anos 1990, ainda mais por se tratar de um suspense erótico para maiores de 18 anos. O longa foi o quarto mais lucrativo do ano de 1992 no mundo.

#8 As cenas quentes entre Michael Douglas e Sharon Stone foram assunto no mundo todo, e ajudaram a atriz a ganhar o status de maior símbolo sexual do cinema na época. Após as filmagens, Michael Douglas teve que ser internado em uma clínica de reabilitação para tratar o vício em sexo. 

#9 Instinto Selvagem ganhou uma sequência em 2006, que trazia apenas a atriz Sharon Stone do elenco original. O filme foi um fracasso de bilheteria e teve 4 indicações ao Framboesa de Ouro do ano. Demi Moore e Ashley Judd estiveram cotadas para interpretar a personagem Catherine Tramell, caso Sharon Stone não aceitasse interpretar novamente a personagem.

#10 Sharon Stone aceitou interpretar novamente a personagem Catherine Tramell apenas caso assinasse um contrato chamado "pay or play", em que receberia seu cachê na íntegra independente da realização do filme. Os produtores aceitaram o pedido, concordando em pagar o cachê de US$ 14 milhões.