6 dicas de como limpar a sujeira ‘chata’ de pequenas reformas Especialista ensina como remover respingos de tinta e até resíduos que surgem após furos na parede gplus
   

6 dicas de como limpar a sujeira ‘chata’ de pequenas reformas

Especialista ensina como remover respingos de tinta e até resíduos que surgem após furos na parede

Confira Também

Chegou o grande dia: a obra (finalmente) acabou e você está se sentindo pronto para morar na casa nova. Porém, não é bem por aí, amigo. Antes de aproveitar o visual repaginado do lar – aquele que até nos faz sonhar acordados - é preciso fazer uma limpeza pesada e cuidadosa, para remover todos os resíduos chatinhos de tinta, cimento, argamassa, cola e, principalmente, poeira. 

Mas, não é caso de simplesmente pegar a pá e a vassoura. O uso de produtos químicos de forma correta, de ferramentas e até mesmo o formato de execução do serviço impedem, muitas vezes, que você perca ainda mais tempo limpando essas e outras sujeirinhas desagradáveis. 

Pensando nisso, o especialista em pós-obra, João Pedro Lúcio, certificado pela UniAbralimp (Unidade Nacional de Formação da Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional), elaborou algumas dicas valiosas para te ajudar a colocar em ordem aquela bagunça decorrente das pequenas reformas. Confira. 

#1 – Furos na parede. A maioria das pessoas joga água e acaba só piorando a situação, porque esse tipo de resíduo se agrupa com a água, endurece e pode grudar definitivamente na superfície. A maneira correta de limpá-lo é aspirar o local e depois finalizar com o uso de uma bucha e detergente neutro transparente.

#2 – Respingos de tinta. Para tirar a tinta que respingou na parede, no chão ou nos móveis, o correto é não utilizar nenhum produto químico, pois eles podem manchar a superfície. De acordo com Lúcio, existem duas saídas simples:
1. Coloque um pano  umedecido em água sobre a mancha e deixa agir por dois minutos, até a tinta amolecer. Após esse procedimento, basta utilizar um pano seco e passar sobre a mancha, para finalizar a remoção.
2. Com um secador de cabelo na temperatura média, coloque a uns 15 cm de distância do local e deixe esquentar durante 10 a 15 minutos. A mancha vai, literalmente, descolar da superfície. Aí é só retirá-la com a mão. 

#3 – Respingos de tinta em mármore e granito. Esqueça aquelas dicas de usar vinagre e limão. Segundo o especialista, isso estraga a superfície. Para que isso não aconteça, use uma bucha macia com detergente neutro transparente e vá esfregando com paciência. Se quiser potencializar a ação detergente, coloque-o em uma vasilha com um pouco de água morna.

 #4 – Resto de reboco ou cimento do piso. Essa dica se aplica para todos os pisos, com exceção de madeiras e seus derivados (laminado, carpete de madeira, etc): jogue água e deixe agir durante uns 10 minutos. Isso fará com que o reboco amoleça. Depois recorra a uma espátula de alumínio ou acrílico para retirar o resíduo – mas tenha cuidado para não riscar o piso.

#5 – Ferrugem em superfícies metálicas. “A forma mais fácil de remover ferrugem é esfregar o local com uma palha de aço com suco de um limão”, explica João.

#6 – Limpeza de rejuntes. A dica é uma receita de pastinha feita com o suco de dois limões, uma colher de bicarbonato de sódio e uma colher de detergente neutro: para remover a sujeira, basta aplicar a pastinha com ajuda de uma escova de dente, por exemplo, deixar agir por dois minutos e depois tirar a solução com água. “É muito importante não deixar a solução agindo por muito tempo, já que corre o risco de manchar”, lembra o especialista.