As 10 melhores histórias em quadrinhos sem super-heróis Conheça algumas das mais aclamadas obras da nona arte que provam que não só de super-heróis vivem as histórias em quadrinhos gplus
   

As 10 melhores histórias em quadrinhos sem super-heróis

Conheça algumas das mais aclamadas obras da nona arte que provam que não só de super-heróis vivem as histórias em quadrinhos

Confira Também

Quando o assunto é histórias em quadrinhos, é natural que as primeiras coisas a virem à sua cabeça sejam super-heróis vestidos em roupas coloridas, vilões megalomaníacos com desejo de dominação global, muita pancadaria, onomatopeias, lições de moral e só. Talvez isso fosse verdade há 50 ou 60 anos, mas hoje os quadrinhos são uma forma de arte respeitada e usada para contar boas histórias dos mais diversos gêneros, seja policial, romance, drama, ficção científica, erótico, jornalístico ou qualquer outro. 


Mesmo que não recebam a mesma atenção que as histórias em quadrinhos de super-heróis por parte do grande público e crítica, muitas dessas HQs foram capazes de conquistar seu merecido lugar de destaque nas preferências dos fãs. Personagens mais humanizados e cheios de falhas, tramas mais próximas da vida real (mesmo em cenários distópicos) e apelo a um público mais maduro, que busca um conteúdo mais adulto, costumam ser os elementos mais presentes nesses tipos de obras. E o resultado, às vezes, não deixa nada a desejar.

Separamos, a seguir, as 10 melhores histórias em quadrinhos sem super-heróis que todo fã dessa arte precisa conhecer, ler e reler:

#1 - V DE VINGANÇA

Antes de entrar para a história dos quadrinhos com Watchmen, o escritor Alan Moore escreveu V de Vingança. A trama acontece em um Reino Unido distópico após uma guerra nuclear, controlado por um Estado autoritário, que vigia a todos 24h por dia e manda os "indesejáveis" (minorias raciais e sexuais) para campos de concentração. Surge então o misterioso "V", um anarquista mascarado que inicia uma teatral campanha para derrubar o governo. Em 2005, V de Vingança ganhou uma elogiada adaptação para o cinema.

#2 - MAUS: A HISTÓRIA DE UM SOBREVIVENTE

Nesta graphic novel biográfica, o artista Art Spiegelman narra a luta de seu pai, Vladek, um judeu polonês, para sobreviver ao Holocausto durante a Segunda Guerra Mundial e as marcas que carregou depois disso. Para tal, o autor antropomorfiza seus personagens: judeus são representados por ratos (maus, em alemão); alemães, por gatos; poloneses, por porcos; americanos, por cachorros. Em 1992, Spiegelman recebeu um Prêmio Especial Pulitzer pela obra, que segue relevante nos dias atuais.

#3 - UM CONTRATO COM DEUS

Se Will Eisner (criador do personagem The Spirit) é reconhecido hoje como "pai dos quadrinhos" - existe até mesmo uma premiação da nona arte que leva seu nome -, muito disso se deve a Um Contrato com Deus. A obra reúne quatro pequenas histórias passadas em um cortiço de Nova York nos anos 30, durante a Grande Depressão. A coletânea faz parte de uma trilogia que reúne também as HQs A Força da Vida e Avenida Dropsie: a Vizinhança. Todas são um retrato da situação dos imigrantes na cidade grande do século 20.

#4 - PERSÉPOLIS

Escrita e desenhada pela iraniana Marjane Satrapi, a obra autobiográfica Persépolis retrata sua infância e juventude no Irã antes e depois da revolução islâmica, que transformou a monarquia autocrática em uma república islâmica teocrática que resgatou (ou melhor, impôs) velhos costumes fundamentalistas, como o uso do véu pelas mulheres, entre muitos outros. Uma adaptação para o cinema em formato de animação em preto e branco foi lançada em 2007 e chegou a concorrer ao Oscar de Melhor Filme Animado. 

#5 - DO INFERNO

Mais uma obra do genial Alan Moore, a graphic novel Do Inferno resgato o curioso caso de Jack, O Estripador. A trama se passa no final da Era Vitoriana e é baseada na teoria do jornalista Stephen Knight de que os assassinatos de Jack eram parte de uma conspiração para ocultar um filho ilegítimo do Príncipe Albert Victor, Duque de Clarence. A partir daí, Moore apresenta sua própria versão das motivações e acontecimentos. Do Inferno ganhou uma adaptação cinematográfica em 2001 com Johnny Depp.

#6 - SANDMAN

Considerada a obra-prima do autor britânico Neil Gaiman e a primeira HQ a entrar na lista dos best-sellers literários do The New York Times, Sandman narra a história do personagem Sonho ou Morpheus, governante do Sonhar (o mundo dos sonhos) e um dos sete perpétuos - manifestações antropomórficas de aspectos comuns a todos os seres vivos: Destino, Morte, Sonho, Destruição, Desejo, Desespero e Delírio. São essas entidades as responsáveis por ordenar a realidade e manter o universo físico coeso para os seres.

#7 - PREACHER

A HQ adulta criada pela dupla Garth Ennis e Steve Dillon conta a história de Jesse Custer, um ex-pastor possuído por uma entidade sobrenatural que lhe confere o poder de fazer com que qualquer pessoa o obedeça. Para recapturar a entidade, que havia fugido do Paraíso, os anjos mandam o Santo dos Assassinos atrás de Jesse. Na fuga, ele encontra sua ex-namorada, Tulipa, e o vampiro irlandês Cassidy. Juntos, eles decidem procurar por Deus, que havia abandonado o Paraíso. Em 2016, Preacher foi adaptada para uma série de televisão.

#8 - A LIGA EXTRAORDINÁRIA

Não se surpreenda ao saber que A Liga Extraordinária é mais uma obra do autor britânico Alan Moore, considerado um dos maiores autores vivos de quadrinhos. Na história, passada em 1898, a Inteligência Britânica decide reunir indivíduos extraordinários para proteger os interesses do Império. São recrutados Mina Murray (de Drácula), Capitão Nemo (de Vinte Mil Léguas Submarinas), Allan Quatermain (de As Minas do Rei Salomão), Dr. Jekyll (de O Médico e o Monstro), e Hawley Griffin (de O Homem Invisível).

#9 - SIN CITY

Sin City é uma coletânea de contos noir (suspense policial) escrita e desenhada por Frank Miller. As histórias se passam na fictícia Basin City com personagens recorrentes, como Marv, Dwight, Hartigan, Nancy e muitos outros. Sin City ganhou uma adaptação cinematográfica em 2005 das histórias A Cidade do Pecado, O Assassino Amarelo, O Cliente Tem Sempre Razão e A Grande Matança. Sin City 2 estreou em 2014 e adaptou Apenas Outra Noite de Sábado, A Dama Fatal e outras duas histórias inéditas: A Longa Noite Ruim e A Última Dança de Nancy.

#10 - DAYTRIPPER

Os gêmeos brasileiras Fábio Moon e Gabriel Bá são os criadores da HQ Daytripper."Brás de Oliva Domingos tem só mais um dia de vida. Pode ser o dia em que ele conhece seu grande amor. Pode ser durante sua grande viagem da adolescência. Pode ser o dia em que ele começou a entender a família. Pode ser quando ele decidiu ajudar seu melhor amigo. Pode ser na velhice", diz a sinopse. A minissérie ganhou os prêmios Eisner e Eagle, ficou duas semanas na lista de coletâneas em quadrinhos mais vendidas do The New York Times e é a HQ brasileira de maior sucesso que já se viu no exterior.


Luis Carvalho