Revista Playboy americana volta a publicar fotos de mulheres nuas Anúncio feito no Twitter pelo executivo Cooper Hefner admitiu que a decisão de interromper a nudez na revista em 2015 foi um erro gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Revista Playboy americana volta a publicar fotos de mulheres nuas

Anúncio feito no Twitter pelo executivo Cooper Hefner admitiu que a decisão de interromper a nudez na revista em 2015 foi um erro

Confira Também

A revista Playboy americana, que sempre publicou fotos de mulheres nuas e havia deixado de destacar a nudez a partir de outubro de 2015, voltou – felizmente - atrás. 

A decisão foi comunicada via Twitter pelo executivo da empresa, Cooper Hefner, que é diretor criativo e filho de Hugh Hefner, o famoso fundador da publicação.   

O executivo escreveu: “Fui o primeiro a admitir que a forma como a revista retratava a nudez estava ultrapassaa, mas eliminá-la totalmente foi um erro”. E acrescentou: “A nudez não era o problema porque a nudez não é um problema. Hoje nós recuperamos a identidade e reivindicamos quem somos.”

Em 2015, a revista havia baseado sua decisão na realidade imposta pela internet, onde há conteúdos sexuais (e pornográficos até) de forma gratuita e em todo o mundo (veja como foi a decisão na época nessa matéria que fizemos). 

Depois de ter feito o comunicado pelo Twitter, a revista promoveu nas redes sociais a hashtag #NakedIsNormal (que significa “nudez é normal” em inglês).

A primeira capa após a “retomada” da nudez em suas páginas, na edição de março/abril, será com a modelo Elisabeth Elam – sem roupa, é claro.