Ejaculação retardada: não é normal demorar muito para gozar Especialistas falam sobre os problemas dessa disfunção sexual gplus
   

Ejaculação retardada: não é normal demorar muito para gozar

Especialistas falam sobre os problemas dessa disfunção sexual

Confira Também

Ejaculação atrasada, incompetência ejaculatória ou ejaculação retardada são vários sinônimos de um mesmo sintoma: dificuldade persistente de o homem conseguir gozar. 

Apesar de ser mais raro do que a ejaculação precoce, a ejaculação retardada existe e atinge cerca de 5% dos homens. Enquanto a maioria precisa de 2 a 5 minutos para ejacular durante uma relação sexual, aqueles com essa disfunção sexual podem demorar uma hora ou até mais. 

Não existe idade certa para o homem ter ejaculação retardada. Alguns convivem com essa disfunção desde o início de suas vidas sexuais e, por não terem outro parâmetro, acabam acreditando que é completamente normal gozar só depois de longas maratonas sexuais. Além disso, a incompetência ejaculatória também pode passar despercebida pelas parceiras sexuais deles. 

Como essa disfunção não impede a ereção e nem diminui a libido, algumas mulheres chegam a gostar de serem estimuladas por longos períodos de tempo, visto que, em teoria, elas demoram mais para chegar ao orgasmo. Contudo, até o homem ejacular, o ato sexual pode se tornar tão demorado que ocorre a diminuição da lubrificação feminina, tornando o sexo algo doloroso e incômodo para elas. 

Em alguns casos é ainda pior. O homem com ejaculação retardada pode nem sequer chegar ao orgasmo, mesmo após um longo período de tempo. De acordo com o urologista Eduardo Bertero, a não ejaculação pode diminuir o apetite sexual do homem. “Essa disfunção pode afastar o casal porque ela vai minando a intimidade sexual. Esse é o grande problema da ejaculação retardada”, afirma Bertero.

Por conta de muitos homens acharem normal o fato de demorarem a ejacular ou até mesmo nem chegarem ao finalmente, são poucos os que procuram ajuda de um especialista. Segundo a sexóloga Margareth Reis, “o homem só busca auxílio de médicos e sexólogos quando a situação se torna muito incômoda, geralmente quando ele pretende engravidar sua parceira e não consegue por conta da ausência de ejaculação”.

Além dos homens que sempre conviveram com a ejaculação retardada, também há aqueles que têm ejaculação atrasada somente em algum período de suas vidas. Em geral, os mais velhos têm mais chances de adquirir essa disfunção. Segundo Eduardo Bertero, “o homem com mais de 60 anos é mais propício a ter esse tipo de problema”.

Causas

Entre aqueles que nem sempre tiveram ejaculação retardada, as causas dessa disfunção podem ser biológicas ou psicológicas. Diabetes, cirurgias (pélvicas e da próstata) e alguns medicamentos (principalmente os antidepressivos) são as causas biológicas mais frequentes. Já os motivos psicológicos que resultam no retardo da ejaculação muitas vezes podem ser difíceis de identificar. Estresse, nervosismo e traumas sexuais podem ser algumas das causas emocionais. Porém, a ejaculação retardada também pode ser provocada pela preferência em conseguir o prazer através da masturbação. “Por mais que esses indivíduos consigam chegar ao orgasmo pela masturbação, eles têm dificuldades em ejacular durante a relação sexual com uma mulher de verdade”, conta a sexóloga Margareth dos Reis.

Tratamento

Não há remédios capazes de fazer alguém ejacular mais rápido. Entretanto, em muitos casos é possível fazer tratamentos para melhorar o quadro do problema. Segundo o urologista Eduardo Bertero, se a causa for algum medicamento, geralmente substitui-se o remédio. Caso a causa seja psicológica, ele aconselha o auxílio de um terapeuta sexual.

Como muitos homens com ejaculação retardada não têm problema para ejacular através da masturbação, a sexóloga Margareth dos Reis diz que se masturbar em frente à companheira pode ser uma forma de tratar esse problema. Ela explica que “em seguida, a parceira pode passar a manipular o homem até a ejaculação”. De acordo com a sexóloga, “aos poucos, isso vai deixar o desejo dele cada vez mais forte antes da penetração”.