Como fazer um churrasco argentino Confira alguma dicas para fazer um legitimo churrasco argentino gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Como fazer um churrasco argentino

Confira alguma dicas para fazer um legitimo churrasco argentino

Confira Também

Engana-se quem pensa que churrasco é churrasco em qualquer lugar. Na terra do Tio San eles assam hambúrguer, aqui mesmo no Brasil há vários métodos distintos de se assar uma carne na brasa. Mas é na Argentina que encontramos um dos melhores churrascos do mundo (depois do nosso, é claro!). 

Para fazer um legitimo churrasco argentino é necessário atenção a certos detalhes, confira: 

Passo 1 – A churrasqueira. 

De preferência para a lenha. Espalhe a brasa de maneira que a churrasqueira trabalhe em temperaturas diferentes, espalhe a brasa para que um lado fique mais quente e outro mais frio, pois isso te dá mais controle sobre a cocção da peça. Os hermanos gostam de assar carne na parrilla, uma grelha suspensa com canaletas inclinadas por onde escorre a gordura da carne. 

Passo 2 – Os cortes 

Bife Ancho: o contrafilé é um corte que percorre quase todo o dorso do boi, porém, próximo ao pescoço, junto às costelas, é largo (ancho) e te um “olho” de gordura separando dois músculos. Aqui no Brasil costumamos chama-lo de filé de costela.

Bife de Chorizo: é a parte traseira do contrafilé, mais estreito que o bife ancho.

Asado de tira: é a costela cortada no sentido transversal aos ossos. Quando for comprar, peça para o açougueiro serrar a carne congelada, cortando a parte da costela mais próxima à coluna, que é o pedaço onde a carne é mais macia e menos gordurosa.

Vacío: é a fraldinha servida sem a capa de gordura.

Lomo: é o filé mignon.

Colita de Cuadril: é a maminha.

Passo 3 – Hora de assar 

Tempere a carne com sal grosso. Aqui vai outra dica importante, ao colocar a carne na grelha, deixe-a em paz, evite ficar virando e movendo-a. Isso para que se forme aquela casquinha tostada que dá o gosto característico do churrasco. O ideal é que o bife seja virado uma vez só para cozinhar dos dois lados. Lembrando que o tempo na brasa varia de acordo com cada churrasqueira, fogo ou pedaço de carne, e só a experiência ensina o churrasqueiro a saber a hora certa de virar a carne. Mas fique atento aos sinais que a comida te dá, como: o cheiro do chamuscado, a aparência, entre outros detalhes.

Passo 4 – Incrementando o churrasco 

Para deixar o churrasco com um ar ainda mais portenho, nada como fazer um chimichurri(um tradicional molho a base de óleo e especiarias) e um parrillada de verduras. Confira as receitas abaixo: 

CHIMICHURRI 

Ingredientes:
- 1 ramo de salsinha picado (sem os talos)
- 1 cabeça de alho picada
- Orégano seco a gosto
- 2 colheres de sopa de páprica (doce ou picante)
- Sal a gosto
- Pimenta-do-reino a gosto
- Azeite extravirgem (a gosto)
- Vinagre (a gosto)

Modo de preparo:
Em um pote médio (algo em torno de 1 litro de capacidade), junte todos os ingredientes sólidos, exceto o sal e a pimenta. Complete com azeite e vinagre em doses iguais. Coloque o sal e a pimenta e pronto. Depois guarde por pelo menos 1 dia.

PARRILLADA DE VERDURAS 

Ingredientes:
- 2 abobrinhas italianas
- 2 aspargos
- 2 batatas pré-cozidas
- 2 berinjelas
- 2 cebolas
- 2 pimentões
- Brócolis
- Sal a gosto

Modo de preparo:
Fatie os legumes no sentido longitudinal, exceto a cebola que deve ser cortada sem casca e em rodelas grossas. Salgue e pincele com azeite. Grelhe os legumes até ficarem com a marca da grelha dos dois lados e pronto!