Top 5: Empresários mais poderosos do futebol brasileiro Saiba quem são os agentes dos principais jogadores do País gplus
 
 
 

Top 5: Empresários mais poderosos do futebol brasileiro

Saiba quem são os agentes dos principais jogadores do País

Eles, de certa forma, são responsáveis pelo futebol passar da condição de esporte amador para profissional. Vistos pela imprensa e torcedores como sanguessugas, eles são fundamentais na gestão da carreira dos jogadores do início ao fim. E a maioria ganha rios de dinheiro, já que o investimento no começo da trajetória de um atleta tem retorno com sobras na primeira negociação com um clube, principalmente quando este é uma agremiação dos principais centros da Europa. 

Saiba quem são os principais empresários do futebol brasileiro:

- Wagner Ribeiro
Sorte ou faro apurado? O que dizer do homem que cuida das carreiras de craques do quilate de Neymar (Santos), Lucas (vendido há pouco por uma fortuna pelo São Paulo para o PSG), Kaká (Real Madrid), Robinho (Milan) e Alex (Fenerbahçe)? Estamos falando de Wagner Ribeiro, o homem que tem uma mina de ouro nas mãos e que já agencia atletas nas divisões de base de alguns clubes, como o Santos, o time que mais revelou jogadores fora de série nos últimos tempos. Além disso, Ribeiro é representante do técnico Vanderlei Luxemburgo. E este é o motivo de o treinador já ter sido acusado de lucrar com a venda de atletas. 

- Juan Figer
Mais antigo no ramo, Figer é um dos maiores agentes do futebol sul-americano. Uruguaio, ele já atua na negociação de atletas no nosso futebol há muitos anos. Foi ele, inclusive, que intermediou a venda de Denílson, do São Paulo para o Real Bétis (ESP), em 1998, por 32 milhões de dólares, que, até a recente venda de Lucas, também do Tricolor paulista, era a maior transação realizada por clubes do País. Atualmente, ele cuida das carreiras de atletas renomados como Hulk (Zenit), Zé Roberto (Grêmio), Valdívia (Palmeiras), Thiago Ribeiro (Cagliari) e Julio Baptista (Málaga). 


- Carlos Leite
Representante da nova geração, Carlos Leite tem como cliente principal um técnico. Trata-se de Mano Menezes, comandante da Seleção Brasileira. Leite representa 60 jogadores. Dentre eles, boleiros conhecidos como Carlos Alberto (Vasco), Fágner (Werder Bremen), Romarinho (Corinthians), Anderson (Manchester United), André Santos (Arsenal) e Lucas Leiva (Liverpool). Ele tem como marca não “mimar” seus pupilos. Para Carlos Leite, a propaganda “boca a boca” de seu trabalho fez com que muitos atletas o procurassem. A maioria de seus negócios acontece com Corinthians e Vasco.
 
- Eduardo Uram
Outra raposa felpuda do mercado, Uram tem contrato com cerca de 120 jogadores, dentre eles medalhões como Leandro Damião (Inter), Diego Souza (Al-Ittihad) , Léo Moura (Flamengo), Juan (Santos), Mariano (Bordeuax), entre outros. Apaixonado por futebol, entrou para o ramo depois da aprovação da Lei do Passe, que passou a privilegiar e muito a vida dos agentes. Segundo o próprio, seu segredo é entender como funciona o esporte aqui e lá fora, graças ao estreito contato com o holandês Piet de Visser, que foi observador técnico do PSV e hoje trabalha como olheiro de Roman Abramovich, o bilionário dono do Chelsea. 

- Márcio Bittencourt
A carreira de empresário de jogador começou como uma jogada do destino. No tempo que era bancário, Márcio Bittencourt cuidou da conta de muitos atletas numa agência localizada no Rio de Janeiro. Do contato com os boleiros veio a ideia de mudar de profissão. De administrador da fortuna dos outros, ele passou a gerir e desfrutar de sua própria riqueza. Afinal, ele gere as carreiras de mais de 100 atletas. Seus principais pupilos são o goleiro Jefferson (Botafogo), o lateral Fabio (Manchester United) e o atacante Eder Luis (Vasco).