Top 10: Os males dos anabolizantes

Apesar da venda ser proibida no Brasil, o consumo de esteróides acontece em larga escala. Veja o que o uso inadequado dessa substância pode causar

Treinar com empenho, seguir a dieta e abraçar outros sacrifícios não é o suficiente para o homem que alimenta a obsessão de ter os músculos do corpo em evidência, mesmo que para alcançar esse objetivo, tenha que jogar a própria saúde na berlinda.

O uso de esteróides anabolizantes é crescente no ambiente esportivo e em academias. Essa substância sintética similar aos hormônios sexuais masculinos é capaz de provocar um aumento da massa muscular porque o corpo absorve proteínas e retém líquidos com mais facilidade, causando inchaço nos músculos. 

Muitos não sabem os riscos que essa substância (indicada em sua maioria para tratamentos de osteoporose, deficiência de crescimento e problemas hormonais masculinos) traz para a saúde. No Brasil, a venda é proibida, mas o consumo de esteróides acontece em larga escala. Ao todo, já foram documentados cerca de 70 efeitos colaterais causados pelo uso inadequado. Câncer, infarto e infertilidade figuram no ranking junto com outras doenças. 

Especialista em Medicina do Esporte e Presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBME), José Kawazoe Lazzoli lista os dez principais problemas que esta droga causa:

1 - Atrofia dos testículos: o uso de esteróides inibe a produção dos hormônios que estimulam o funcionamento dos testículos,  feita pela hipófise.

2 - Azoospermia (parada da produção de espermatozóides) e consequente infertilidade.

3 - Hipertensão arterial: por retenção de líquidos, ocasionada pelos hormônios sintéticos.

4 - Aumento do colesterol LDL (ruim) e redução do colesterol HDL (bom): por efeito tóxico dos hormônios.

5 - Infarto agudo do miocárdio em indivíduos que fizeram uso abusivo de esteróides na juventude.

6 - Ginecomastia (aumento do volume das mamas).

7 - Alterações da função hepática, com icterícia (o “branco” dos olhos fica amarelo) e câncer de fígado.

8 - Aumento da agressividade e distúrbios psiquiátricos.

9 - Lesões tendíneas (inclusive ruptura): a hipertrofia e o aumento da força muscular são produzidos de forma rápida, sem que os tendões (que ligam esses músculos aos ossos) tenham tempo de adaptar a sua estrutura.

10 -  Depressão, fadiga, insônia, diminuição da libido e dores de cabeça: sintomas que o indivíduo passa a sentir após parada brusca do uso de anabolizantes. É como um vício e, em muitos casos, não há opção de cura.