Indústria esportiva investe em pés livres

Nike e Penalty propõem revoluções no mercado dos produtos que proporcionam sensação de liberdade aos pés.

Ter a sensação de flutuar enquanto corre seria o sonho de qualquer atleta. E, apesar dessa ideia mais parecer um roteiro para filme de ficção científica, a Nike tenta trazer esse sonho à realidade. Dono da tecnologia Free, o modelo Nike Free Run+2 simula a liberdade do correr descalço. Mas, as promessas do tênis não param por aí: flexibilidade, leveza e conforto, aliados à maior aproveitamento do esforço gerado em cada passada, aumentando sua velocidade e derrubando seus tempos.

O solado, projetado com sulcos altamente flexíveis, permitem a movimentação e tração, favorecendo o movimento natural dos pés (um segmento que vem crescendo cada vez mais na indústria esportiva). Para melhor ventilação, o tênis possui espuma perfurada na língua e na área do calcanhar. Além disso, o modelo promete proporcionar o fortalecimento dos membros e músculos inferiores, menor risco de lesões nas pernas durante corridas ou caminhadas, e recuperação mais rápida da inflamação na sola dos pés, tão famosa entre os atletas profissionais e amadores.

Utilizando protótipos, pesquisando e trabalhando diretamente com atletas, a Nike desenvolveu o Free Run+2 ao comparar o movimento dos pés descalços e calçados. Identificadas as diferenças, a empresa decidiu redesenhar sua fôrma, priorizando a anatomia dos pés em relação ao design: tudo em nome da melhoria no rendimento. O modelo masculino pesa 250g (varia sensivelmente de acordo com a numeração), está disponível em diversas combinações de cores e tem preço tabelado – sai por R$299,00.

Meia tecnológica da Penalty
Já a marca brasileira Penalty trouxe como novidade a "meia tecnológica", desenvolvida com o conceito de rápida evaporação do suor e umidade, com as tecnologias Flot (que garantem o equilíbrio térmico dos pés, os deixando mais secos e evitando assim a formação de bolhas) e Nanodry (processo de nanotecnologia com agente bacteriostático, que inibem a proliferação de bactérias causadoras dos odores da transpiração). Estaria formada uma dupla de ataque infalível da corrida?