Antibiótico fica dois anos no organismo Remédio quando ingerido por , pelo menos, uma semana, pode permanecer por muito mais tempo e causar malefícios gplus
 
 
 

Antibiótico fica dois anos no organismo

Remédio quando ingerido por , pelo menos, uma semana, pode permanecer por muito mais tempo e causar malefícios


Uma semana é o tempo padrão que um médico indica antibióticos para curar alguma doença que a pessoa relate. Essa recomendação pode ser reconsiderada depois de um estudo feito pelo Instituto Sueco para Controles de Doenças Infecciosas e publicado na revista Microbiology. Nos dados divulgados, o remédio, quando usado por cerca de sete dias, permanece no organismo por até - pasme - dois anos, com capacidade para desequilibrar a flora intestinal, além de causar outros prejuízos ao organismo.
 
Esse desequilíbrio causado entre as bactérias que vivem em nosso intestino, tanto benéficas ao corpo como nocivas, afeta o metabolismo e o funcionamento do organismo,  e também toda a reação de absorção de nutrientes e produção de enzimas. A descoberta não seria tão preocupante se não fosse pelo fato de que grande parte dos homens se automedicam quando estão com algum problema. São 41%, de acordo com dados da indústria farmacêutica. O número é maior em mulheres: 59%. 

Outros prejuízos para o organismo são as diarreias, disfunção intestinal e inflamações (colites), independente do uso correto ou incorreto do medicamento. Além disso, o uso constante de antibióticos faz com que as bactérias criem resistências e se tornem mais fortes, dificultando a eliminação do problema, já que a presença da droga no corpo também diminui as proteções endógenas, aquelas produzidas pelo organismo humano. Em todo o caso, vale a pena deixar a marra de lado e visitar, vez ou outra, um médico para que orientações contundentes sejam dadas e, inclusive, mencionar a última vez que ingeriu qualquer antibiótico, seja recomendado ou não.