Regras do relacionamento aberto O relacionamento aberto além do status do Facebook. Saiba as regras, o que pode e o que não pode este tipo de relação moderna gplus

AreaH - Baixe grátis na Apple Store

AreaH - Baixe grátis na Google Play

   

Regras do relacionamento aberto

O relacionamento aberto além do status do Facebook. Saiba as regras, o que pode e o que não pode este tipo de relação moderna

Confira Também

Ninguém é de ninguém! Essa frase clichê define de certa forma o que é um relacionamento aberto. Ocorre quando um casal é unido afetivamente ou oficialmente, mas concordam em ter relações sexuais com outras pessoas sem que isso seja considerado traição. Ele pode ser vivido pelos dois parceiros juntos ou separadamente. Iniciar esse tipo de relacionamento não é para qualquer um. É preciso que os dois tenham a mente muito aberta e os mesmos ideais para que consigam chegar a um consenso. 

Parece uma zona, mas não é
Segundo os casais praticantes dessa cultura, existe um forte vínculo entre um e outro e isso é o que possibilita a chegada de outras pessoas na relação sem crise entre marido e mulher, independente de quem propor o sexo.

Exclusividade no amor
O sexo com outras pessoas geralmente é uma necessidade de simples desejo e erotismo para não cair na mesmice, mas não envolve sentimento. O amor é dedicado à pessoa da relação e para que dê certo é preciso que isso sempre seja lembrado. 

Segurança
Camisinha sempre. Ponto final.

Ciúme
Por definição, o ciúme significa sentir que sua relação está ameaçada por alguém, mas como fazer nesse caso em que ambos sabem do envolvimento de mais pessoas? O ciúme aqui diz respeito só a parte afetiva, ou seja, a regra comum a todo tipo de relacionamento aberto é: não iniciar outro relacionamento com outra pessoa. Sugerir o sexo a três também não é recomendável para que não se crie outro vínculo. 

Divisão do tempo
Em um relacionamento fechado o casal se programa para sair e fazer algo junto, mas no aberto o programa é dividido com mais gente e então depende de cada um conseguir um modo de se organizar. Alguns optam por uma agenda em que os dois têm acesso e portanto sabem quando podem marcar algo.

Os outros
Existem duas formas de lidar com as pessoas fora do relacionamento. Alguns casais preferem não saber sobre as aventuras do parceiro. Só é permitida a relação com pessoas desconhecidas e que por esse motivo não causariam problemas. Nesse caso, não vale sair com amigos em comum. Outros já preferem uma transparência no diálogo. Tudo deve ser contado e a prova de amor é o parceiro saber e mesmo assim aceitar fazer parte disso.

Manter as aparências
Esse é mais um quesito que pode ser encarado de várias formas. Ainda existe na sociedade uma tradição muito forte que é a da família. Por isso algumas pessoas preferem não saber sobre o relacionamento do parceiro. É uma justificativa para sentir o romantismo da exclusividade e uma forma de preservar filhos, o restante da família e assim manter uma aparência social. Por outro lado, existem os casais que abrem seu relacionamento para todos sem se preocupar com qualquer tipo de julgamento ou preconceito. A questão é: a vida é sua então pra que dar satisfação aos outros?

Objetivo
Os casais que se permitem viver em um relacionamento aberto buscam apimentar uma relação conjugal e manter a sensação de liberdade, que geralmente é perdida no relacionamento fechado ou com o decorrer dos anos.  Além disso, também buscam melhorar a autoestima e os relacionamentos sociais.

Para poucos
É preciso ter muita consciência e maturidade para que a relação dê certo. As regras vão variar de acordo com o consenso do casal, e para que exista um, é primordial que ambos não sejam possessivos. Caso contrário deveriam procurar um relacionamento monogâmico tradicional. No diálogo é fundamental que sejam explícitos todos os medos, fantasias e limites que cada um deve cumprir de forma que ninguém se machuque durante a relação.