Os ídolos do esporte brasileiro De atletas a mitos: os caras que inspiraram gerações no esporte do Brasil gplus
   

Os ídolos do esporte brasileiro

De atletas a mitos: os caras que inspiraram gerações no esporte do Brasil

Confira Também

Na próxima semana, o mais novo prodígio do esporte nacional tem tudo para entrar no seleto clube dos ídolos brasileiros. O surfista paulista Gabriel Medina pode superar o mito Kelly Slater (11 vezes campeão mundial) na temporada e levar o título do Circuito Mundial de Surfe 2014, na próxima etapa da competição (a penúltima), em Portugal.

Se a conquista vier, Medina será o primeiro brasileiro a ser campeão mundial de surf colocando o país no cenário do internacional do esporte e se juntar ao grupo de heróis do esporte nacional que mostraram que o Brasil não é o país só do futebol.

Veja os ídolos que marcaram época, inspiraram gerações e arrastaram jovens e crianças para seus esportes:

# AYRTON SENNA (AUTOMOBILISMO)
Que moleque da geração nascida nos anos 80 nunca imitou Ayrton Senna ao segurar o volante do carro do pai? Vale lembrar que grandes nomes como Emerson Fittipaldi e Nelson Piquet fizeram história no automobilismo nacional, mas Senna é de longe considerado o maior ídolo brasileiro. Se hoje o domingo é dia de futebol, durante muitos anos foi o “Dia de Senna”.

# GUSTAVO KUERTEN (TÊNIS)
O cara que fez o esporte da bolinha que vai e volta passar de chato a inspiração de milhares de jovens e crianças, é considerado por muitos um ídolo do mesmo patamar de Senna. Não por acaso, o tênis nacional é divido entre “antes de Guga” e “depois de Guga”: além de ter vencido 3 torneios Grand Slams (Roland Garros em 1997, 2000 e 2001), Guga foi o primeiro tenista latino-americano a fechar o ano no topo do ranking mundial da ATP, em 2000. O topo foi alcançado ao vencer o título da Masters Cup de Lisboa, em Portugal (atual ATP World Finals) derrotando Pete Sampras e Andre Agassi no mesmo torneio, algo que jamais algum tenista havia conseguido.
O maior ídolo do tênis brasileiro também está no Hall da Fama da ATP.

# GUSTAVO BORGES E FERNANDO SCHERER (NATAÇÃO)
Essa foi “a dupla” da natação brasileira entre os anos 90 e 2000, responsável por 5 medalhas olímpicas no esporte. Xuxa e Borges inspiraram as futuras gerações a caírem na água: antes de César Cielo trazer o primeiro ouro olímpico para o Brasil vencendo os 50 metros livres em Pequim (2008), viu a dupla conquistar o bronze nas Olimpíadas de Sydney (2000) nos 4x100 metros livres. Xuxa também ganhou bronze em Atlanta (1996) nos 50 metros livres. Gustavo Borges tem mais 3 medalhas olímpicas no currículo: foi prata nos 100 metros livres em Barcelona (1992), e em Atlanta (1996) ganhou prata nos 200 metros livres e bronze nos 100 metros livres.

# BOB BURNQUIST (SKATE)
Filho de mãe brasileira e pai americano, o carioca com nome gringo é o maior ídolo do skate brasileiro, além de ser considerado um dos maiores skatistas de todos os tempos. Com um repertório completo e muita técnica, Bob inspirou a molecada a surfar na prancha com rodas nos anos 90, onde iniciou sua saga de maior medalhista da história do X Games, com um total de 25 medalhas.

# OSCAR SCHMIDT (BASQUETE)
Medalha de ouro na inesquecível vitória contra os Estados Unidos nos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis, em 1987, o grande Oscar é também o maior “cestinha” da história do basquete mundial, com 49.703 pontos marcados na carreira. Em 2013, mesmo sem nunca ter jogado na NBA, o “mão santa” entrou para o Hall da Fama de basquete dos EUA, o "Basketball Hall of Fame". Sua história de superação influenciou as novas gerações do basquete e isso faz de Oscar um dos maiores ídolos brasileiros.

# FALCÃO (FUTSAL)
O maior jogador de futsal da história recebeu da FIFA o prêmio de “Melhor Jogador de Futsal do Mundo” por quatro vezes: em 2004, 2006, 2011 e 2012 (o único jogador no mundo com mais de 3 conquistas). Gênio das quadras, Falcão é um jogador completo além de ser dono de uma habilidade única: seu repertório de dribles é grande, e muitos deles, inventados pelo próprio jogador. Tamanha habilidade inspira a molecada e também os marmanjos profissionais dos gramados.